Entrada Reportagens Troia - sagres
Troia - sagres PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Sábado, 22 Novembro 2008 09:49
O TRÓIA-SAGRES NÃO É UMA ORGANIZAÇÃO DA CICLONATUR, nem é uma organização sequer. É tão-somente o resultado de um convite que faço aos meus amigos para virem comigo fazer esta ligação por estrada de BTT e ajudarem-me a levar por diante esta minha obstinação anual.
São 202 km. A bicicleta a utilizar é uma BTT, de 1 ou mais lugares, caracterizada como tal por apresentar: guiador de BTT, rodas 26 e apoios no quadro para cantilevers ou travão de disco. Tudo o restante é da livre escolha de cada um.
- Partida de Tróia às 8:00 para o 1º grupo
- O horário dos barcos em Setúbal que viabilizam este timing são: 7:15 e 7:30 
- Cada grupo tem no máximo 7 pessoas 
- Cada pessoa deve procurar encaixar-se num grupo que à partida se proponha a rolar a uma média que esteja ao seu alcance. 
- As partidas são feitas segundo a vontade de cada grupo já constítuido, bastando apenas fixar a hora a que estão a partir. 
- As partidas devem ser feitas espaçadas e não devem os grupos rolar juntos mantendo sempre uma distância razoável entre eles de forma a possibilitar o bom desenvolvimento do trânsito nas estradas, que embora não principais têm algum movimento neste fim de semana. 
- Aconselha-se que os grupos mais lentos partam primeiro.
- Habitualmente fazemos 2 paragens de cerca de 5 minutos cada para abastecimento. A primeira cerca do Km 73 junto ao cruzamento para S. Torpes em frente à Central Termo-eléctrica de Sines e a segunda na povoação do Rogil no café o Pão do Rogil, ao Km 152. No entanto cada grupo pode escolher fazer as paragens que quiser com a duração que quiser.
- O objectivo é chegar antes do Sol posto que por esta altura será cerca das 17h. 
- Para fins estatísticos o tempo que normalmente contabilizamos é o tempo a andar, portanto as paragens não contam. 
- Os carros de assistência não devem andar atrás dos grupos em marcha lenta mas sim deslocarem-se por etapas de cerca de 20 Kms cada esperando até que o seu ciclista ou grupo passe e alguns minutos depois arrancar de novo, ultrapassar o grupo de novo e parar uns quilómetros mais à frente, repetindo sempre esta tarefa. Próximo do Rogil e se assim o entender é de boa estratégia que o carro de assistência em antecipação prepare os cafés ou outras bebidas ou comidas no café O Pão do Rogil para quando o grupo chegar ter tudo preparado.
- Os carros de assistência devem tentar não perturbar o trânsito nas estradas e encostar sempre em local retraído na berma da estrada. 
 
A HISTÓRIA DO TRÓIA - SAGRES
Quando fiz 40 anos, o que aqui entre nós, não foi assim há tanto tempo, estabeleci para mim próprio um teste anual para contrariar a sensação de velho que minhas filhas já adultas me faziam sentir.
Tinha de ser um teste duro e dificilmente ao meu alcance. Como por essa altura fazia atletismo de fundo e sobretudo ultra maratonas, não fazia muito sentido estabelecer objectivos no desporto para o qual estava bem treinado. Daí pensei na bicicleta que era algo que não praticava com regularidade.
Em cada Natal, com a reunião de toda a família, ficamos particularmente mais sensível ao tema da velhice e nesse mesmo ano de 1990 decidi que a viagem que invariavelmente fazia a Sagres para passar o fim de ano com a família passaria a fazê-la de bicicleta todos os anos até que pudesse. Este era o teste, ir de Tróia a Sagres de bicicleta num só dia e chegar antes de anoitecer.
Ora se por um lado com a minha devoção ao BTT, o que aconteceu logo no ano a seguir, isso tornou o objectivo a alcançar menos duro e fácil de conseguir, por outro lado a mudança da hora de Inverno para uma hora mais cedo veio a tornar as coisas mais complicadas.
Nesse primeiro ano de 1990 levei 10 horas e 25 minutos a chegar a Sagres depois de muito suor e lágrimas. Em 2003 no entanto gastei apenas 6 horas e 12 minutos.
Vários são os factores que podem contribuir positivamente para tornar a viagem mais: fácil:
Ir em grupo, o tempo colaborar, não haver vento de frente, a boa alimentação nos dias anteriores, dormir suficientemente nas noites anteriores, comer um farto pequeno almoço no dia, e ter um carro de assistência.
Felizmente todos os anos há uns quantos amigos que respondem afirmativamente ao meu convite para me acompanharem nesta loucura o que torna a viagem mais agradável.
 
O DIA DA VIAGEM
Baseado na experiência dos anos anteriores começo em Tróia por preparar a sandes que vou comer na primeira paragem e deixar na Assistência, encher o Camel-Bak de água até à primeira paragem e enfiar uma barra energética atrás na blusa. Durante todo este tempo mantenho-me bastante agasalhado por causa do frio. A seguir faço uns bons exercícios de aquecimento das articulações e procuro isolar-me por uns momentos para entrar descontraidamente no espírito do que vou fazer a seguir. Dou algumas instruções ao meu grupo de como vamos progredir em grupo, isto é; Vamos sempre em fila indiana cabendo a cada um a tarefa de puxar à frente durante 2 Kms se não houver vento de frente e 1 Km se o vento soprar de Sul com pouca intensidade, se o vento for muito forte encurta-se ainda mais o espaço que cada um puxa à frente.
A rotação faz-se por ´´queda´´ para trás do que vai na frente.
Procuramos rolar durante os primeiros 10 minutos a uma velocidade inferior a 30 Kms/h (sem vento) e a partir daí vamos progressivamente aumentando o ritmo durante os 20 minutos seguintes de forma a que nos fixemos numa velocidade de rolamento média de 35/38 Kms/h (nas zonas planas) até ao final em Sagres.
O percurso que faço é sempre o mesmo todos os anos e ano após ano tenho assistido a um progressivo melhoramento do piso das estradas o que também contribui para uma melhor e mais cómoda viagem
 
O PERCURSO
Descarregue o track GPS do percurso em formato mapsource.
- Saída de Tróia na rotunda à saída dos ferry.
- Passagem por Comporta, Torre e Carvalhal
- Virar à direita para MELIDES no entroncamento a seguir.
- Passagem por Pinheiro da Cruz e Melides
- Virar à direita para Santo André/Sines no entroncamento a seguir
- Em ALDEIA DE BRESCOS virar à esquerda para SINES
- Passagem pela Cidade Nova de Santo André, entrar na via rápida para Sines e na rotunda perto de Sines seguir em frente na direcção do Algarve.
- Junto a Sines não seguir para Sines e virar à esquerda na direcção do Cercal.
- Passagem junto à central Termo-eléctrica (aqui faço a primeira paragem de 5 minutos para abastecimento).
- Virar à direita para PORTO COVO no entroncamento mais à frente.
- Virar à esquerda na direcção ALGARVE no entroncamento a seguir.
- Virar à esquerda na direcção ALGARVE no segundo entroncamento a seguir.
- Passagem por Foros de Pouca Farinha.
- Virar à direita nas Brunheiras na direcção de Vila Nova de Milfontes.
- Passagem sobre a ponte do rio Mira junto a Milfontes e uns bons quilómetros mais à frente- Sair para a direita na direcção do CABO SARDÃO,
- Virar para a esquerda na direcção de Fataca no entroncamento a seguir.
- Passagem por Fataca, cruzamento de Daroeira e Malavado.
- Virar à esquerda na direcção de S. Teotónio no entroncamento a seguir
- Virar à direita na direcção de Lagos no entroncamento ao chegar a S. Teotónio.
- Passagem por Baiona, Odeceixe, Maria Vinagre, Rogil (aqui faço a segunda paragem para abastecimento no café O PÃO DO ROGIL onde em antecipação já mandei o meu carro de assistência pedir para preparar um chá quente e uma tosta mista) e Aljezur.
- Virar à direita na direcção de SAGRES no entrocamento mais à frente onde se larga a estrada principal que vai para Lagos.
- Passagem por Alfombras, Bordeira, Carrapateira e Vila do Bispo.
- Em Vila do Bispo tomar a via rápida para Sagres.
- Chegada a Sagres, na primeira rotunda sair à esquerda na direcção do centro da vila. Na segunda rotunda junto à Praça da República, seguir em frente pela esquerda na direcção da Baleeira.
- Como habitualmente este ano a paragem faz-se junto ao Posto de Turismo em frente à Praia da Mareta.
- Obrigado pela vossa companhia, camaradagem e encorajamento.
 
Os números da história do Tróia-Sagres em BTT
Participações melhor tempo
1990 - Sozinho - 10h 25m
1991 - 2 loucos (acabo sozinho) - 9h 45m
1992 - Sozinho - 8h 36m
1993 - Sozinho - 8h 15m
1994 - 2 loucos (acabamos 2) - 8h 02m
1995 - 2 loucos (acabo sozinho) - 8h 05m
1996 - 8 loucos (acabam 7) - 7h 23m
1997 - 18 destemidos, 2 loucas mulheres (acabam 10 e as 2 mulheres) - 6h 38m
1998 - 40 destemidos, 4 loucas mulheres (acabam 39, incl. 4 mulheres) - 6h 32m
1999 - 48 destemidos (acabaram 32 ) - 7h 02m
2000 - 57 destemidos, 1 destemida mulher (acabaram 52, incl a mulher) - 6h 23m
2001 - 63 destemidos, 1 mulher (acabaram muitos e a corajosa mulher) - 6h 42m nota: Todos os tempos apontados foram realizados pelo grupo em que eu me inseria excepto em 2001, que fiz 6h 55m
2002 - 165 participantes, algumas mulheres, (acabaram mais de 90%), melhor tempo que constitue novo record: 6h 04m. Bati o meu record pessoal e fiz 6h 17m.
2003 - 334 participantes, muitas mulheres,  (acabaram muitos), melhor tempo é de 5h 56m. Bati de novo o meu record que passa a ser de 6h 12m.
2004 - 220 participantes, algumas mulheres. Quase todos acabam, mas alguns a altas horas da noite. Melhor tempo passa a ser de 5h 25m. Fui em passeio e fiz 6h 52m.
2005 - Cerca de 350 participantes, mais uma vez muitas mulheres. Praticamente toda a gente acaba. Com grande facilidade neste ano fiz 6h 16m.
2006 - O Tróia-Sagres não pára de crescer. Este ano fomos 400. Muitas valentes mulheres. cada vez há mais gente a conseguir chegar antes do pôr so sol. Este ano rolei muito tempo sózinho e nunca me esforçei. levei 6h 55m.
2007 - Mais um record de participações. Não conseguimos contar toda a gente mas chegamos a contar 500. Uma moldura humana espectacular rumo a Sul. Mais uma vez resolvi ser prudente e fiz próximo das 7 horas. 6h 58m.
Actualizado em Sábado, 22 Novembro 2008 09:57
 

 alacustica    EKOI    probiker_small  mata_small

  SICAL Logo_Vimeiro_s spoptica    tv bicipalma_small

 alto_da_eira GRAO-COM-SABOR serralharia_ hospedaria-carmo balsinha_small

Cuba Aventura @ 2009