Entrada Reportagens Rescaldo(Cuba-Viana-Portel-Vidigueira-Cuba) 83kms
Rescaldo(Cuba-Viana-Portel-Vidigueira-Cuba) 83kms PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Domingo, 18 Janeiro 2009 17:38
 

“ A palavra passa, a amizade subsiste e todos vão aparecendo sem qualquer tipo de receio e motivados por andarem cada vez mais e na companhia de todos.”
 
               Se na semana passada éramos 14 desta vez éramos 20. É com grande agrado e satisfação que a cada fim-de-semana que passa registamos uma maior adesão dos colegas e amigos nas nossas voltas de estrada, originando um já considerável, e se assim podemos chamar, pelotão de treino.
Assim, e como todos os fins-de-semana se regista, foi por volta das 9h30m que se concentramos no Loteamento das Oliveiras mais propriamente junto á casa do Presidente do nosso Clube Carlos Almeida.
Para hoje o treino faria a ligação entre Cuba-Alvito-Viana-Portel-Vidigueira e Cuba numa extensão de sensivelmente 80kms. Num dia cinzento, frio e com algum nevoeiro ainda que pouco, o pelotão seguiu compacto até Alvito local onde fez a primeira paragem para a fotografia de grupo. De Alvito a Viana do Alentejo o pelotão aumentou um pouco a intensidade do treino e começaram-se logo a notar-se as primeiras escaramuças provocando brechas no pelotão. Antes de chegarmos a Viana surge a primeira saída repentina de Jorge Letras Júnior, Fábio e João Letras onde conseguem alcançar algum avanço. Alertados para o avanço que estes 3 elementos já levavam, fazem-se á sua perseguição David Maltez, JCarlos Almeida, José Gregório e José Cardoso, que por sua vez os alcançam passado pouco tempo. Reagrupados os da frente com os seus perseguidores, José Gregório ataca novamente levando consigo Fábio sendo que os outros elementos ficam para trás e esperam pelo resto do pelotão. Na chegada a Viana do Alentejo, David Maltez e depois de na semana passada ter furado, volta a furar (assim não ganha para as câmaras de ar).
Com a chegada a Viana do Alentejo, o pelotão reagrupa-se todo e segue num ritmo mais moderado tentando talvez restabelecer as energias e dando algum descanso aos menos treinados. No entanto este descanso viria a ser sol de pouca dura. O pelotão aos poucos vai aumentando o ritmo e a intensidade de pedalada fazendo com que mais uma vez se comecem a acentuar as tais brechas no pelotão. Com a chegada quase a Portel onde estaria uma meta volante fictícia, o pelotão começa a ficar algo frenético e começam a haver as tais mexidas para tentar ganhar a referida meta volante. Assim, e depois de inicialmente se terem lançado para a frente da corrida a 7kms da meta volante na tentativa de vitória Sílvio Delgado, Jorge Letras Júnior e João Letras, estes seriam absorvidos pelos seus colegas David Maltez, Carlos Júlio e José Cardoso que entretanto tinham efectuado a perseguição a estes. Absorvidos estes elementos, a vitória da meta volante seria discutida o sprint que por sua vez foi ganho pelo atleta Carlos Júlio.
Chegados a Portel foi tempo de esperar pelos colegas que vinham mais atrás e por Francisco Galinha que teve mais azar e partiu a corrente atrasando-se um pouco mais. Reagrupados novamente seguimos em direcção á Vidigueira num ritmo mais moderado, e tal como anteriormente o mesmo seria sol de pouca dura. A malta sentindo-se de certa forma bem fisicamente (apenas alguns) aumentaria a intensidade da pedalada e seguiram nesse ritmo até á Vidigueira onde foi feita outra paragem para reagrupamento e para substituir a roda do nosso colega Luís Pola que furou (este colega pode agradecer á carrinha do centro de ciclismo de Cuba que vinha a acompanhar-nos já desde sensivelmente o cruzamento para Santana, e disponibilizou-lhe uma roda). A partir daqui e até Cuba o percurso seria feito de forma moderada, pois a alguns colegas o cansaço já era visível e as dores nas pernas começavam a fazer-se sentir. No entanto esta moderação no treino seria uma breve desculpa para a tão ambicionada vitoria na etapa, e onde todos estavam a tentar guardar um pouco das suas energias. Assim, e já com a meta quase á vista, Carlos Júlio assume a dianteira do pelotão e aumenta o passo levando consigo José Cardoso, João Letras, David Maltez, Artur Heleno e João Letras. Depois de lançado o sprint a discussão da vitória no treino ficou entregue a 3 elementos, que eram João Letras, José Cardoso e David Maltez.
A vitória desta vez sorriu a João Letras, tendo José Cardoso efectuado o 2º lugar e David Maltez o 3º lugar.
Podemos dizer que até aqui todos estão de parabéns, pois cada um a seu jeito encontrou a melhor forma para andar no pelotão tentando de alguma forma nunca perder o contacto com este para não se deixar atrasar muito.
Dar os parabéns ao Ermelindo, ao Francisco Galinha, ao Carlos Silva, ao Tó Mnuel Ivo que finalmente deixou o sofá :), ao Gonçalo Heleno, ao Artur Heleno, ao sobrinho do Tó Manuel Ivo e a outro rapaz do Centro de Ciclismo de Cuba, que apesar de não treinarem tanto como talvez o restante grupo, não deixam de marcar presença e mostram que estão ai para as voltas e a acompanhar a malta.
Foi mais um treino fantástico onde tal como na semana passada dá gosto participar, tal é a quantidade de atletas que marca presença.
Para semana á mais e já sabem, apareçam que são sempre bem vindos e tragam um amigo :).
               Até lá descansem bem, pois á medida que os treinos vão passando os seguintes tornar-se-ão mais intensos.
 
Boas pedaladas,
 Maltez
Actualizado em Terça, 20 Janeiro 2009 11:57
 

 alacustica    EKOI    probiker_small  mata_small

  SICAL Logo_Vimeiro_s spoptica    tv bicipalma_small

 alto_da_eira GRAO-COM-SABOR serralharia_ hospedaria-carmo balsinha_small

Cuba Aventura @ 2009